Yosemite - California #7

julho 01, 2018


Continuamos nossa road trip, chegou a vez de Yose!
Saímos tarde de Las Vegas na segunda, 17 de Julho, e fomos para Mammoth Lakes, nossa base para visitar o Yosemite National Park. Esse parque era minha maior expectativa para a viagem e só posso dizer que continua sendo pras próximos porque quero muito voltar.

Mammoth Lakes é uma cidade que fica nas montanhas, a leste do parque e que é mais cheia no inverno devido às estações de esqui. Há cidades mais próximas do parque há oeste, como El Portal, Wawona e Mariposa assim como Lodges no próprio Yosemite Valley, mas já estava tudo esgotado.

Mammoth Lakes fica a quase 6 horas de Las Vegas, portanto é complicado ter disposição de chegar lá e ainda fazer mais coisas no mesmo dia. É importante frisar que são poucos meses no ano que há acesso de Mammoth Lakes para Yosemite Valley. Esse acesso é feito por uma estrada chamada Tioga Pass, que fica a até 3 mil metros de altitude, então durante metade do ano ela fica fechado devido a neve então antes de se programar é necessário ficar de olho nisso. Nesse ano teve mais neve que o normal e a estrada só abriu final de Junho (e ainda havia muito gelo ao lado das pistas e nos picos), mas geralmente abre ainda em Maio.

Nossa programação era dirigir pela Tioga Pass no primeiro dia, mas chegamos tarde e só rodamos pela charmosa cidade para comprar comida e descansar. A região tem pontos turísticos interessantes como os lagos e as montanhas lindíssimos.

No dia seguinte saímos em direção ao parque. Existem muitas trilhas partindo da Tioga Road, mas deixamos para o fim. É impossível não parar pelo menos no Tenaya Lake para tirar umas fotos já na ida. Seguimos direto para o Yosemite Valley, o trânsito estava péssimo por uma obra na estrada ao norte do rio. Então minha dica aqui é que se você não tem o que fazer no vale já faça o retorno antes e pegue a Wawona Road rumo ao Glacier Point. Logo no retorno já há à esquerda o estacionamento da Bridalveil Falls, que é pequeno mas dando umas voltas dá pra arrumar vaga. A cachoeira é muito cheia, mas vale a pena e andando pelas pedras se encontra bons ângulos para fotos.



Do Glacier Point é possível ter uma visão ampla do parque, vendo pontos acessíveis por longas trilhas como o Half Dome, Sentinel Dome, North Dome e Yosemite Falls. Glacier Point com certeza é um must see. Da Glacier Point Road também é possível fazer várias trilhas. No caminho ainda há o Washburn Point, quase tão lindo quanto o Glacier Point.



Depois disso nosso objetivo era Catedral Lakes, que fica na Tioga Pass, já no caminho de volta a Mammoth Lakes. Tivemos um pouco de dificuldades para achar a trilha, chegamos com o sol um pouco mais baixo e ninguém estava por lá. Sabíamos que era uma trilha sem dificuldades mas acabamos desistindo. E não nos arrependemos pois ficamos à beira do rio em Tuolumne Meadows vendo um pôr-do-sol maravilhoso com muitos cervos se alimentando por ali sem estranhar a presença de humanos (momento relax, finalmente).




Essa é justamente a época que o gelo derrete e libera a estrada, ainda assim ao longo do caminho podemos ver o restinho.


Sdd Yose (:
A noite aproveitamos para ir à uma pizzaria quase em frente ao hotel: John’s Pizza Works. A pizza de lá é muito boa de verdade e o lugar é uma gracinha, poderia ir todos os dias. rs



Informações Importantes:
  • Hotel: Rodeway Inn – O hotel é pequeno e simples, com café da manhã bem básico. Mas atendeu bem às necessidades. 
E nossa próxima parada: San Francisco!

Acompanhe todos os posts da viagem aqui: #CALIFORNIADREAMING
Quem quiser ver mais fotos, corre pro meu instagram: @carolsantoro_

Até a próxima ♡

Você também deve gostar

0 comentários