Slow fashion e moda minimal: um estilo de vida

outubro 07, 2016

Estou num processo de conhecimento próprio. Yes, I don't know me, hahaha.

Isso é meio louco, mas ultimamente tenho lido muito sobre minimalismo (por me identificar com o estilo de se vestir) e slow fashion que estou tentando me adequar aos poucos.
Mas antes de mais nada, vamos por partes porque deve ter gente perdida por aí se perguntando o que é minimalismo e slow fashion.





♦ O minimalismo é também chamado de armário cápsula. A ideia é ter aquilo que você usa e só. Muitas vezes o mais simples e combinável possível. A moda minimal segue a ideia de moda desacelerada, contando muitas vezes com apenas duas coleções diferentes, das estações mais marcantes que temos: inverno e verão. Por isso as peças costumam ser atemporais, com cores neutras e que possam combinar umas com as outras.

♦ O slow fashion é exatamente o antônimo do fast fashion. O conceito é de consumo de moda consciente, sustentável e por ter uma produção desacelerada o slow fashion respeita o tempo de confecção e as condições de trabalho de quem está envolvido.
O que me fez parar e decidir ter um consumo consciente e controlado foi essa matéria. Sabe, a gente vê tanta exploração de trabalho (muitas vezes até infantil) lá do outro lado do planeta, e parecia ser uma realidade um tanto distante. Mas aqui no Brasil? Na minha terra? Parece que ganha um peso maior e fica mais próxima da realidade esse problema social muito sério.

Além disso, atualmente a indústria da moda é uma das menos sustentáveis no mundo. Por isso talvez seja a hora de pararmos pra pensar aonde vamos parar com todo esse consumo excessivo e extremamente rápido. :(

"Gasta-se 2.700 litros de água para fabricar apenas uma camiseta e 7.000 litros numa calça jeans. As fibras sintéticas ou artificiais, embora não tão intensivas na utilização de água, muitas vezes têm problemas de sustentabilidade com a poluição em sua fabricação. E em todos os tipos de fabricação de tecidos, o tingimento é quimicamente intensivo." (StyloUrbano)


Agora o que eu penso: nem 8 nem 80. Quero buscar o equilíbrio, mas sem rotular, por mais difícil que seja. Ter um consumo consciente não é ter um armar. io só preto, cinza e nude. As cores são bem vindas, mas é preciso harmonizá-las. Acho interessante também definir uma paleta de cores que caem bem em você e seguir nela.

Não quero ter um armário cápsula, meu objetivo é usar todas as peças do meu guarda roupa. E se uso todas as peças que tenho, não preciso acumular roupas, correto? Essa é a ideia minimalista que estou começando a formar na minha cabeça porque ser consciente com relação ao meio ambiente, à moda e ao próximo num mundo em que as pessoas olham cada vez mais pra si próprias e esquecem de tudo é mesmo muito difícil.

Meu próximo passo será fazer a limpa no meu guarda roupa tirando tudo o que não uso há mais de 6 meses em média. Depois, vou separar as roupas que não uso com frequência mas que tenho algum tipo de apego sentimental socorr por elas e por último vou verificar as roupas que uso com frequência e pensar se elas realmente me fazem sentir bem quando as uso.

Esse último ponto é muito importante porque sei que tenho roupas que uso porque são bonitas, mas elas ficam bonitas em outras pessoas, não em mim. Sabe aquela coisa de comprar por impulso porque tá na moda e tá todo mundo usando? Então, é por isso que o autoconhecimento é de extrema importância. Conhecer a si, o que você gosta e o que você se sente bem em vestir. Conforto é tudo nessa vida, fora que vamos ajudar a autoestima, né.

Como eu ando lendo muito sobre slow fashion e tudo o que o cerca, eu cheguei até o hybrid fashion, ou moda híbrida.

A moda híbrida nada mais é que uma nova forma de agir, combinando as melhores características que existem entre dois sistemas antagônicos, assim, podemos criar novas características que nunca foram aplicadas antes.

Seu conceito não tem a finalidade de substituir o fast e o slow fashion, mas seria sim uma terceira alternativa para se criar uma moda sustentável e economicamente equilibrada que não exigisse uma diminuição drástica no consumo como defende o slow fashion, até porque a economia precisa girar e as pessoas precisam trabalhar, né?


Se interessaram pelo assunto? Podem tirar dúvidas e dar sugestões nos comentários que eu trago as informações pra vocês aqui. :)

BEIJOS

Você também deve gostar

1 comentários

  1. Thank you for giving us such kind of information. This is one of the best sites having all the informatics details.
    carebaba.com

    ResponderExcluir